PATRÍCIO

Em Portugal a palavra ‘Patrício’ é associada de imediato a uma cara: Rui Patrício
conhecido apenas por Patrício é o guardião titular da baliza da seleção Portuguesa, o que em Portugal se chama ‘Guarda-Redes’ e no Brasil se chama ‘Goleiro’.

À parte 1: Goleiro é um termo que a meu ver não faz muito sentido… o costureiro é aquele que costura, cozinheiro é aquele que cozinha, o blogueiro é aquele que ‘bloga’ (inventando palavras aqui?!), pipoqueiro é aquele que pipoca, o maconheiro é aquele que usa a maconha. Então, pela lógica o goleiro devia ser aquele que marca / faz golo… não o quem evita, certo?!

À parte 2: A mãe do Rui Patrício se chama ‘Beliza’! Qual a probabilidade?! 😅
Em Portugal o leque de nomes é bem ‘restrito’ comparado com o Brasil, portanto acreditem que é uma raridade alguém se chamar Beliza e uma ENORME coincidência ser mãe de um guarda-redes! Compreende-se o motivo por ele defender tão bem a ba(e)liza! ahah


À parte 3: (Desculpem, entusiasmei-me!)
Esta vai chocar os brasileiros… sabiam que em Portugal existe uma lista de nomes permitidos? Ou seja, um bebé nascido em Portugal, filho de 2 portugueses, não se pode chamar Aeronauta Batata, Agrícola Beterraba Areia, Aricléia Café Chá, Ava Gina, Esparadrapo, Necrotério, Ilegível Inilegível, Amado Amoroso nem sequer Maria-você-me-mata… pode parecer que foi a minha imaginação fértil a funcionar mas não, todos estes nomes estão registRados em cartórios brasileiros.

(quem não gostar do seu nome pode consultar a lista completa, aposto que passarão a gostar do vosso nome!)
Mas não se assustem, em Portugal não nos chamámos todos Maria, Fátima, Manuel, José e Augusto, a lista tem milhares de nomes e todos os anos entram novos nomes, provavelmente a restrição serve só para evitar nomes bizarros como os da lista acima.

À parte 4: Falando em nomes, uma curiosidade o meu primeiro nome é Tânia, sou Tânia Sofia (sim, eu também me senti melhor com a lista acima) por causa de uma novela brasileira, os meus pais andavam a ver a novela (roque santeiro, eu acho!) e tinha uma personagem com o nome ‘Tânia’ e os meus pais gostaram do nome!

Obaaaaa este não é um texto sobre o Patrício de Portugal, nem sobre curiosidades (mas como diz a minha mãe: o saber não ocupa lugar!) é um texto sobre a palavra:

PATRÍCIO

Na antiga Roma referia-se à pessoa que pertencia à classe privilegiada, aristocrata, nobreza hereditária.
Depois da queda do império romano, o termo passou a ser usado na Europa para designar o indivíduo com atitudes nobres, elegantes, distintas.
No Brasil (provavelmente também em Portugal mas deve ser daquelas palavras esquecidas no dicionário): um patrício é uma pessoa da mesma pátria, compatriota.

Então é relativamente, normal por aqui eu ouvir “conheço um patrício seu” ou até nós portugueses sermos reconhecidos como ‘Patrícios’ cá no Brasil.

Da patrícia Tânia Sofia, Prazer! 😊

2 Comments

  1. Eu me lembro de ler em algum lugar o motivo do guarda-redes ser chamada de goleiro ou arqueiro no Brasil. Mas não me lembro. Foi há algum tempo. Mas concordo com você que não faz sentido. Eu assisti ao jogo de Portugal e me chamou a atenção o nome do guarda-redes porque era o nome de um amigo da universidade.
    Cá no Brasil há nomes absurdos. Me lembro que uma garota chamava-se Karolayde. E eu não conseguia pronuncia-lo. A chamada por Karol apenas.

    Gostar

Deixe um Comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s