Cheia de dedos e Mão na roda

Agora pega aí na sua mão cheia de dedos e mão na roda!
(Veremos no final se faz sentido esta frase introdutória)

CHEIA DE DEDOS

mas cada mão tem 5 dedos!
É uma expressão brasileira bem curiosa, não é?

“Vi uma moça bonita, fui chamá-la para dançar e ela ficou cheia de dedos!”
“Vi uma moça bonita, fui lá cheio de dedos e chamei-a para dançar!”

Os mesmos protagonistas, na mesma situação, e ambas as frases podem ser referidas. Ambas as frases são bons exemplos da expressão brasileira ‘cheia/o de dedos’. E o significado da expressão em ambas as frases pode ser (ou não) distinto.

Na primeira frase, quem fica ‘cheia de dedos’ é a moça bonita.
Nesse caso o significado da expressão leva-nos para uma moça que ficou atrapalhada, indecisa, encabulada, sem habilidade.
Na segunda frase, quem fica ‘cheio de dedos’ é o galã.
E neste caso, a expressão remete-nos que o moço foi convidar a moça para dançar de uma forma muito cuidadosa, minuciosa, com falta de confiança.

Não encontrei nada em concreto sobre a origem desta expressão brasileira, só divagações daquelas que eu também gosto de vos trazer, referiam que dedos ‘a mais’ atrapalhavam e que a origem a expressão fosse por aí. Mas confesso que ‘não comprei’ esta versão. Uma pessoa cheia de dedos (e 20 dedos já é coisa para encher bem 2 mãos e 2 pés) não fica atrapalhada com estar ‘cheia de dedos’, o que pode causar embaraço é a ausência deles! E portanto a fim da reposição da verdade e da seriedade, iniciei numa investigação exaustiva dentro (e só) da minha mente sobre a origem da expressão brasileira ‘cheia de dedos’ obtive uma versão pessoal, imparcial, fidedigna e séria… na minha apuração dos factos poderá derivar da palavra MEDOS, acompanhem comigo uma pessoa cheia de medos fica atrapalhada, indecisa, cuidadosa, etc… poderá ser uma variação de uma má compreensão linguística (como tantos outros exemplos na língua portuguesa). Como no exemplo do galã e da moça no baile, ela ficou cheia de Medos sobre o convite do galã (será seguro? Quais serão as intenções? Não sei dançar!) e o galã foi convidar cheio de Medos (será que ela vai aceitar? Vou levar uma tampa? Vou pagar mico?). Faz mais sentido certo?
Compram a minha versão? 😊

MÃO NA RODA

Seja uma mão com 5 dedos ou cheia de medos, ‘mão na roda’ é uma expressão brasileira.

Fácil de entender o seu significado sabendo a origem desta expressão.
Antigamente quando os meios de deslocação eram de tração animal e as estradas eram basicamente caminhos de terra, muitas vezes os veículos atolavam na lama ou em buracos. Para que a viagem pudesse seguir era necessário a ajuda das pessoas, que colocavam ‘a mão na roda’ ajudando a empurrar o veículo para que saísse da lama/buraco.
Facilmente se entende que a expressão ‘Mão na roda’ é o mesmo que:
– ajuda de grande valor
– auxílio indispensável para o sucesso da tarefa

‘Mão na roda’ geralmente refere-se à ajuda de uma pessoa, mas pode também ser a ajuda de uma ferramenta, uma máquina, um utensílio que tenha facilitado a tarefa.

Agora pega aí na sua mão cheia de dedos e mão na roda!
Julgo que faz sentido sim!

Deixe um Comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s