RACHAR O BICO

O mesmo da expressão portuguesa ‘partir o coco a rir’ (que não sei a origem!) ou seja, rir muito muito muito. No código internético e memezético (inventando palavras!) brasileiro se abrevia por KKKKK ou KAKAKAKAKA.

A ligação para um português entre rachar o bico e a letra K: nenhuma!
Isto porque no português de Portugal a letra K tem o som de ‘Kapa’, sim Kapa, I – J – K – L o som é: I – Jota – Kapa – eLe. E portanto não faz sentido nenhum quando o brasileiro se ri com KKK ou seja para um português soa: Kapa kapa kapa.
No entanto, no português do Brasil a letra K tem o som de ‘Ka’, ou seja o som de KKK é Kakaka – o que já faz mais sentido e se aproxima ao barulho do riso (não muito mas…!)
O som do riso, e obviamente varia de pessoa para pessoa, mas o som que me vem à cachola* (li há dias esta palavra num livro e fiquei a pensar na quantidade de tempo que eu não oiço a palavra ‘cachola’, e é uma palavra bem catita! Julgo que dispensa ‘tradução’ sendo que o livro está em PT-BR e se estava lá é porque o significado é conhecido no Brasil) continuando, o som que entoa na minha cachola quando penso em alguém a rir muito é AHAHA ou EHEHEHE.

O que me faz pensar que o Kakaka do Brasil está diretamente ligado com a expressão rachar o bico – mais precisamente o bico de um tucano – o som que o tucano faz é kaaakaaa. Não conheço muito os hábitos dos tucanos (mas são lindos!! Impressionante como as cores dos tucanos são tão vivas, quase fluorescentes) será que eles fazem o barulho kaaa kaaa quando estão felizes?! Precisava de saber mais sobre tucanos para vos garantir que a origem desta expressão brasileira ‘rachar o bico’ está relacionada com os tucanos – mas ignorando a parte comportamental dos tucanos e olhando pelo tamanho do bico dos tucanos, é viável que esteja relacionado. O nível de segurança desta teoria é semelhante a algumas estatísticas políticas… vale o que vale :p

*(Após uma pausa mental) Estive a refletir e o livro que estou a ler tem a capa e as páginas amarelas do passar do tempo, tem alguns sinais de humidade, tem a lombada amassada e muitos sinais do tempo… tive a curiosidade de ir ver quanto tempo tem, e: “Impresso no Brasil 1978” então poderá fazer sentido ‘traduzir’ para 2022 a palavra cachola, porque em 1978 podia estar em uso e agora está claramente em desuso, pelo menos no meu círculo social e para o próprio word que insistir em sublinhar a palavra como desconhecida! Cachola é cabeça.
O livro é 1984 de George Orwell, e quem já leu o livro (como ainda o estou no início espero não me arrepender deste comentário) compreende a importância de não deixar morrer as palavras. Cachola é uma palavra que não merece morrer (não sei a sua origem, vou tentar saber para um futuro texto).

2 Comments

  1. Lunna diz:

    Eu passei a usar o kkkkk e nem me lembro quando. Usava o ahahahaha apenas, mas nas conversas todos usavam e eu passei a imitar.
    Quando ao livro 1984, eu adoro. Já li algumas vezes. Tenho uma nova edição da Companhia das Letras
    Quanto a cachola, desconheço. Até recorri ao google. Mas pensei em Solombra, que foi reduzida a sombra e caiu no esquecimento.

    bacio

    Gostar

    1. Cachola é (ou era) muito usado para nos referirmos a cabeça, de uma forma informal e descontraída!
      Solombra não conhecia, fui agora pesquisar ao google, que interessante esta troca, muito muito legauuuu 🙂

      Gostar

Deixe um Comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s