Av. Paulista

Uma das avenidas mais importantes de São Paulo é a Avenida Paulista, é endereço de arranha-céus, manifestações, paradas, feirinhas e centros comerciais, museus, mas só andar na avenida é uma atração, sao cerca de 3km cheios de vida!

Aos domingos a Avenida Paulista é fechada ao trânsito e decidimos então visitá-la precisamente num domingo, após a ida ao Cemitério da Consolação que fica perto de uma das pontas da Paulista.

Começamos pela Praça do ciclista, cerca das 13h, o que nos saltou de imediato à vista são os enormes arranha-céus, na maioria são espelhados o que dá um efeito luminoso!

Decidimos ir diretos ao ponto de interesse mais longe, Japan House SP que fica na outra ponta da Avenida Paulista. Entrada gratuita, espaço com loja e restaurante e exposições. Não ir com a expectativa de encontrar um ‘museu do Japão’ é um espaço de exposições de artistas japoneses, mas vale a pena.

Do outro lado da Avenida fica e a poucos metros encontramos o 2º ponto de paragem, a Casa das Rosas um palacete que resiste á modernidade, ao capitalismo dos arranha-céus, é um espaço de promoção cultural e literária, é um local especial por ser a resistência. No jardim encontramos poucas rosas (fomos no dia 1 de Novembro!) mas em compensação no jardim tinha uma exposição sobre o cancro da mama, vale a pena com ou sem rosas!


De seguida fomos ao museu Itaú Cultural, não conseguimos ver o museu todo, devíamos ter reservado antecipadamente online, mas mesmo assim conseguimos ver 2 exposições, e claramente apaixonei-me pela Coleção Brasiliana:

É gratuito, e a exposição da coleção Brasiliana (4º andar) vale mesmo muito a pena.
Quando saímos do Itaú Cultural a Avenida Paulista tinha sido invadida!
Eram pessoas a rezar com microfones e colunas (e uma imagem da Nossa Senhora de Fátima?!), eram pessoas em manifestações Pró e Contra-Bolsonaro, contra o Dória (governador de São Paulo), contra a obrigatoriedade da Vacina, muita polícia (de bicicleta, a pé e a cavalo!!).

É uma loucura, é lindo ver casais de idade com t-shirts com mensagens, com cartazes, muitas camisolas do Brasil, muitas bandeiras, mini-trios eléctricos com pessoas a discursar, faixas com mensagens, muitas pessoas só a assistir, pessoas a correr!
Seguimos e demos uma voltinha ao Parque Trianon, fomos surpreendidos com pessoas na entrada a medir a temperatura e a controlar a obrigatoriedade do álcool-gel, muito interessante, é apenas um parque ao ar livre, vale muito a pena, é um refugio da correria da grande avenida, espaço bem tratado.
Do outro lado da avenida Paulista, fica o MASP – Museu de Arte de São Paulo, a visita vai ficar para um próxima, aos domingos de manhã tem um feira de antiguidades. E atrás do MASP, existe um miradouro neste caso o Mirante da 9 de Julho, a 9 de Julho é uma avenida que passa por um túnel abaixo do mirante, provavelmente mais engraçado em dias da semana.

Até à próxima Avenida Paulista!

1 Comentário

Deixe um Comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s